JANE THE VIRGIN

As virgens grávidas

É possível engravidar mesmo sendo virgem?
Por: LIFETIME Brasil

Já falamos sobre como as novas técnicas de fertilidade ajudam os casais que desejam formar uma família, mas que, por diversos motivos, não estão em condições de conceber uma criança. E essa não é mais a única possibilidade existente: com a fertilização in vitro e as doações de esperma, o estado de solteira deixou de ser um obstáculo para ser mãe. Atualmente, podemos ter filhos sem a necessidade dos homens!

Faz tempo que esse novo formato de família ganhou seu lugar na sociedade. No entanto, hoje, algumas mulheres o estão levando ao limite, causando um grande rebuliço e levantando muitas perguntas. Estamos nos referindo às... virgens grávidas! Exatamente como parece, essas jovens se dirigem a clínicas de fertilização atrás de uma gravidez sem sequer ter tido relações sexuais.

O que parecia pertencer somente às histórias religiosas e aos filmes de ficção científica passou a fazer parte da realidade. Nos últimos anos, uma grande quantidade de mulheres virgens deu à luz bebês saudáveis e sem ter nenhum tipo de contratempo. Especialistas em fertilidade revelaram que costumam ser mulheres jovens que não querem esperar o homem ideal para ter filhos; muitas delas estão na universidade e vivem, inclusive, com seus pais.

Nos países desenvolvidos, o avanço dessa tendência é algo extraordinário. Por exemplo, nos últimos 5 anos, pelo menos 25 mulheres virgens britânicas se submeteram a esse caro tratamento (por volta de 30 mil reais) e tiveram sucesso.

Casos particulares como esses causaram uma grande controvérsia entre médicos, psicoterapeutas e diversos grupos religiosos. Alguns afirmam que ter uma mãe que nunca esteve em um relacionamento pode ser negativo para o crescimento e desenvolvimento de uma criança. Outros se apoiam no direito das mulheres de decidir sobre seu corpo e vida. E você, o que acha? Podem a virgindade e a maternidade andarem de mãos dadas? Se quiser conhecer uma “virgem grávida” muito particular, não deixe de assistir a “Jane the Virgin”, QUINTA às 22h30.