EstuproNãoÉCulpaDaVítima

Uma em cada 5 mulheres com menos de 18 anos no mundo é vítima de violência sexual

Por: LIFETIME Brasil

 

Em tempos de estupro coletivo de garotas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) traz uma alarmante estimativa: uma em cada cinco mulheres com menos de 18 anos no mundo já sofreu violência sexual - estupro ou abuso. A triste estimativa foi obtida a partir de dados de 133 países, com base em estudos feitos entre 2011 e 2015.

Segundo os especialistas da OMS, estas informações revelam o caráter rotineiro da violência contra a mulher, o que já transformou a questão em um problema de saúde. No final de maio, o órgão aprovou um plano de combate à violência contra a mulher até 2030.

Medição da violência

Os números são preocupantes e requerem uma ação imediata dos governos. A entidade aponta que uma em cada três mulheres já passou por "violência física e/ou sexual de seus parceiros". Fora isso, 7% das mulheres foram alvo de violência sexual por desconhecidos e 50% delas se envolveram em uma disputa física com seus companheiros.

De acordo com Berit Kieselbach, uma das responsáveis pelo plano de enfrentamento do problema pela OMS, a violência contra a mulher não é nova; a novidade é a coleta de dados do assunto. A grande dificuldade é que dezenas de países não possuem sistemas para identificar causas de mortes e nem para medir esse tipo violência.

Criminosos são conhecidos da vítima

Em reportagem do Brasil Post, Marina Ganzarolli, advogada e cofundadora da Rede Feminista de Juristas, afirma que boa parte dos casos de abuso contra mulheres é cometida por conhecidos da vítima, como pais, padrastos, tios e gente próxima da família.

As vítimas podem sofrer vários traumas em sua vida por causa desse tipo de crime, em especial se o abuso ocorrer na infância ou na adolescência. Entre os impactos estão depressão, ansiedade, estresse pós-traumático, suicídios, gravidez indesejada e DSTs.


Fonte: Brasil Post

Imagem: Lisa S./Shutterstock.com