MAIS LIFETIME

Saiba o que é etarismo – um mal do qual nem a Madonna conseguiu escapar!

Ao completar 60 anos, Madonna abriu o jogo: “estou sendo punida por envelhecer”. 

Com quase 300 milhões de discos vendidos em todo o planeta e quase 40 anos de carreira, a rainha do pop vem sendo duramente criticada por “não agir de acordo com a idade”. 

 
 
 
View this post on Instagram

A post shared by Madonna (@madonna) on Aug 24, 2019 at 3:59pm PDT

Isso fez com que ela tivesse de arregaçar as mangas e encarar a luta contra o preconceito por idade. 

Esse preconceito, aliás, tem nome: etarismo, ou discriminação etária (no inglês, “ageism”).

“As pessoas sempre tentaram calar minha boca por alguma razão, seja por não ser bonita o bastante, não cantar bem o bastante, não ter talento o bastante, não ter o casamento perfeito, e agora por eu não ser jovem o bastante”. 

Ou seja: nada de roupas curtas, looks sensuais, músicas animadas demais, nenhuma atitude ousada. 

O etarismo não afeta só a Madonna. É uma prática  que chega à maioria das pessoas acima dos 50 anos – mas se mostra especialmente violento contra as mulheres, como se elas não tivessem o direito de envelhecer. 

A discriminação se manifesta em ambientes de trabalho, com a ideia de que idosos são mais lentos e demoram a aprender, em relacionamentos, no sexo e na aparência.  

Em países como a Inglaterra, estudos revelaram que o preconceito por idade chega a ser mais recorrente que o racismo ou homofobia. 

O ator Pierce Brosnan, por exemplo, revelou em entrevista que perdeu o papel de James Bond por ter envelhecido. 

Mais recentemente, a esposa do presidente da França, Brigitte Trogneux, foi alvo de chacota – inclusive dos brasileiros – por ser 25 anos mais velha que o marido, Emmanuel Macron. Ninguém leva em conta que Brigitte é professora de literatura e latim e vai começar a dar aula de literatura clássica e patrimônio para pessoas que não terminaram o ensino médio e estão desempregadas. 

 
 
 
View this post on Instagram

A post shared by Brigitte et Emmanuel Macron (@lesmacron) on Aug 12, 2019 at 11:10am PDT

A questão ainda é pouco discutida no Brasil – o que é um erro. O país está envelhecendo rapidamente e, num futuro não muito distante, teremos mais velhos que jovens. 

Você já sofreu ou conhece alguém que sofreu preconceito por idade?