VALORIZE SEU TEMPO

Pressão para emagrecer está deixando pessoas gordas mais doentes

A constante pressão para emagrecer tem um impacto fulminante na saúde de pessoas que têm excesso de peso.

Além de serem lembrados todos os dias que podem desenvolver problemas sérios como diabetes, pressão alta, problemas cardiovasculares e câncer, as pessoas obesas também têm que lidar com a pressão psicológica para alcançar um corpo que, muitas vezes, não pode ser obtido com mudança de hábitos, dietas ou soluções simples. 

E isso tem levado muitos deles a desenvolver problemas como transtornos alimentares, depressão e, em alguns casos, até tendências suicidas.

Duvida? Então faça um teste. Ao lado de uma pessoa gorda há sempre alguém com alguma solução para a obesidade: cirurgia bariátrica, remédios para emagrecer, sucos que reduzem 5 kg instantaneamente, dietas sem carboidrato, acompanhamento de profissionais que têm o toque de “mágica”. 

Os efeitos do “fat-shaming”, que nada mais é do que criticar e culpar a pessoa pelo corpo que ela tem, fazem com que os gordos evitem, por exemplo, procurar um médico (eles sempre são criticados nos consultórios), frequentar lugares públicos (como cinemas sem poltronas adaptadas) e, muitas vezes, até fazer uma atividade esportiva. 

Em meio a tudo isso, uma boa notícia: novos estudos que mostram que também é possível ser gordo e ter o metabolismo saudável, com todas as taxas em dia – mas, claro, sem nunca abrir mão de uma alimentação saudável e exercícios físicos. 


Você toparia casar com alguém que nunca viu? CASAMENTO À PRIMEIRA VISTA - toda terça, 21h30!


Fonte: TAB