MAIS LIFETIME

Prepare-se para a nova tendência da temporada: roupas inclusivas (finalmente!)

Por: LIFETIME Brasil

Quando Roxanne Hoke-Chandler tentou comprar uma calça jeans para sua filha de 19 anos, sentiu na pele a dor da exclusão: não havia roupas que coubessem adequadamente na menina, que tem síndrome de down.  

Por sorte, ela acabou encontrando uma empresa especializada em produzir roupas para pessoas nessas condições. Mas foi por pura sorte: “só encontrei porque estava num congresso sobre Síndrome de Down”, diz. 

De olho nesse mercado, grandes marcas já começaram a mexer os pauzinhos. Gigantes como Tommy Hilfiger e Target lançaram suas primeiras linhas de roupas adaptativas. A tendência agora é que essa moda seja assimilada por outras redes, inclusive no Brasil.  

Mas do se trata uma “roupa inclusiva”? São peças desenhadas especialmente para pessoas com deficiências diversas, que normalmente têm dificuldades de encontrar roupas adequadas ou de se vestirem sozinhas. 

Roupas adaptativas são mais fáceis de manipular. Em vez de zíper, velcro – ou zíperes inteligentes, que podem ser fechados com uma mão só. No lugar de botões tradicionais, fechos magnéticos. Os tecidos podem ser diferenciados para ajudar no conforto. Elas também precisam ser bonitas, claro! 

Roupa adaptativa

É um mercado que está pronto para explodir no mundo todo. Só nos EUA, cerca de 40 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência! Especialistas garantem: a iniciativa tem tudo para dar certo porque atinge um mercado que, por décadas, tem sido sub-representado. 


Já está no ar a nova temporada de PROJECT RUNWAY - toda quinta, 22h50! 


Fonte: USA Today 
Imagem: David Cabrera e Tommy Hilfiger/Divulgação