MAIS LIFETIME

Por mais de 20 anos, ela investiu secretamente toda sua herança na valorização de artistas mulheres

Desde 1996, um prêmio misterioso concede bolsas de estudos de US$ 25 mil (cerca de R$ 100 mil) a mulheres artistas com mais de 40 anos. A ideia é reconhecer e incentivar a produção de cada uma. 

Durante esse tempo, mais de 200 artistas receberam a bolsa – incluindo algumas que hoje são famosas, como a pintora Amy Sherald, que fez o retrato oficial da ex-primeira dama dos EUA, Michelle Obama.  

No total, mais de US$ 5,5 milhões (R$ 22 milhões) foram investidos, mas o curioso de tudo isso é que nunca se soube quem era a pessoa ou instituição por trás do prêmio, que curiosamente se chama “Anonymous was a woman” (“Anônimo era mulher”, na tradução). 

Em julho desse ano, no entanto, a fotógrafa Susan Unterberg, de 77 anos, revelou ao The New York Times que fundou e financia a organização.

O motivo de ter mantido o anonimato por tanto tempo é que Susan não queria que a percepção do seu trabalho fosse afetada pelo prêmio. Ela resolveu assumir a autoria por causa do temerário momento político pelo qual os Estados Unidos passam, sob a administração de Donald Trump. 

Para ela, essa é a hora de as mulheres serem ouvidas e mostrarem seu valor no mundo das artes. 

O prêmio foi criado depois de a própria Susan enfrentar dificuldades no mercado artístico quando passou dos 40 anos. Na época, ela viu que muitas de suas colegas não assinavam as próprias obras para receber algum reconhecimento. 

Uma pesquisa encomendada pela própria Susan mostrou que o prêmio tinha um impacto psicológico gigantesco entre as artistas – por se sentirem validadas no meio e estimuladas a produzir mais. 

Os recursos que possibilitaram a fundação do prêmio vêm da herança recebida pela artista após a morte do pai, em 1992.

A expectativa é que a revelação traga ainda mais visibilidade ao trabalho feito pela organização e que mais artistas recebam a bolsa. 


Maquiadores em guerra tentam um lugar no pódio do GLAM MASTERS - Quinta, 20h40


Fonte: Nexo | Imagem: Anonymous Was a Woman