MENENDEZ: IRMÃOS DE SANGUE

Os irmãos Menendez: seu lado da história

Os protagonistas do filme "Menendez: Blood Brother" examinam a história por trás dos assassinatos polêmicos de Beverly Hills

 

Em 20 de agosto de 1989, Lyle e Erik Menendez assassinaram a tiros seus pais em sua casa, em Beverly Hills, na Califórnia. O público norte-americano acompanhou a história como se fosse uma série de televisão, e os jovens se transformaram em verdadeiras figuras midiáticas.

 

Segundo sua caracterização, os Menendez não eram mais que dois irmãos milionários, excêntricos e mimados, que mataram seus pais por dinheiro. Mas, o que havia por trás de tudo isso?

 

O filme "Menendez: Blood Brothers" analisa os motivos por trás dos assassinatos, que foram desconsiderados durante o processo judicial. O longa-metragem tem como objetivo abordar as nuances complexas e sombrias por trás dos rapazes, sugerindo que o que levou Erik e Lyle a cometer um ato dessa natureza não foi a ganância, mas a vingança e o medo.

 

O medo de um pai abusador, manipulador e violento, e uma mãe que, covardemente, preferia olhar para o outro lado. Mas, longe de justificar a matança, o filme foca no tema do abuso sexual e nas terríveis consequências que isso pode causar nas suas vítimas e em todas as pessoas que as rodeiam.

 

Myko Olivier, que interpreta Erik, o irmão mais novo, explica: "Assumimos seu ponto de vista, seus argumentos, tentando dizer 'mas e se isso realmente tiver acontecido?''.

 

O júri que, por fim, declarou culpados os jovens, se negou a usar como prova as agressões sexuais sistemáticas praticadas por José, o pai. O motivo? Naquela época, só se considerava o abuso sexual se ele ocorria entre um homem e uma mulher. "Entre dois homens, ele não poderia existir. É uma loucura pensar na homofobia extrema que havia no sistema judicial daquela época", afirma Nico Tortorella, outro dos protagonistas.

 

"Não conhecíamos o abuso sexual como o conhecemos atualmente. Se esse julgamento fosse realizado hoje, os resultados seriam completamente diferentes", reflete Tortorella, aceitando que, além da veracidade ou não dos fatos, estes deveriam ter sido ouvidos e levados em consideração pela Justiça.

 

E você, acha que o abuso sexual poderia justificar um assassinato?

 

Não perca o filme inédito MENENDEZ: IRMÃOS DE SANGUE. Estreia terça, 24 de Janeiro, às 22h.