lifetime movies

Os desafios de ser uma mulher produtora em Hollywood

Se pensarmos em desigualdade de gênero dentro do mundo do cinema, imediatamente nos vêm à mente as declarações de celebridades como Natalie Portman, Jennifer Lawrence e Charlize Theron, que se atreveram a expor e denunciar a grande diferença salarial entre atores e atrizes.

 

A verdade é que essa problemática apresenta vários aspectos para além do econômico. E as atrizes são apenas sua face visível: as diretoras, produtoras, editoras, iluminadoras e todas as trabalhadoras cinematográficas que fazem seu trabalho atrás das câmaras passam pela mesma dificuldade.

Felizmente, existem mulheres determinadas e apaixonadas que estão dispostas a lutar e fazer o necessário para ter seu lugar nessa indústria competitiva. Uma delas é Wendy Finerman, produtora do filme “Love by the 10th Date”. Quer conhecê-la?

 

Ela nasceu na Califórnia, nos EUA, em 1961. Formada na Universidade da Pensilvânia, administra sua própria produtora: Wendy Finerman Productions. Ao longo de sua carreira, trabalhou em mais de 15 filmes, entre os quais se destacam “Forrest Gump: O Contador de História” e “P.S. Eu Te amo” (2007).

Wendy vive no meio de uma realidade complexa: a representação feminina atrás das câmaras é de 7%, com menos de 4% de diretoras. Mas a produtora corajosa conseguiu o que queria.

 

Na série documental do The Atlantic, “Women and Leadership”, Finerman revela o segredo de seu sucesso: “Ser uma das poucas mulheres em um lugar pode ser uma ferramenta, mas você tem que ser cuidadosa em como a utiliza (...). Não aceito um ‘não’ como resposta. Insisto e insisto até conseguir o que quero. Esse entusiasmo é o que me destaca”.

Esperamos que o esforço e a atitude de Wendy sirvam de exemplo e inspiração para todas as artistas que querem trabalhar em Hollywood, abrindo as portas para as próximas gerações de mulheres cineastas.

 

Por que você acha que há tão poucas mulheres por trás das câmeras? Se quiser conhecer o trabalho dessa produtora incrível, não perca “AMOR NO 10º ENCONTRO”, quarta (31/05), às 22h.