MAIS LIFETIME

O drama de uma mulher viciada em sexo

Rebecca Barker é britânica, mas mora há alguns anos na França, lugar onde encontrou refúgio para superar um grave vício em sexo, que acabou com seu casamento e quase lhe custou a vida.

Com três filhos, Rebecca acredita que seu problema começou após o nascimento do terceiro filho, que a deixou com uma forte depressão. O sexo, então, funcionava como um  alívio para seu sofrimento. “Eu tinha uma euforia instantânea, mas cinco minutos depois, já queria novamente”, relata.

Essa dinâmica, que no início também era prazerosa para o marido, terminou por esgotá-lo e, em 2014, o casal se separou definitivamente. Rebecca decidiu mudar o foco de seu tratamento e buscar ajuda em grupos especializados em combater o vício em sexo. “Adotei muitas mudanças em meu estilo de vida para conseguir superá-lo, e para mim isso funcionou”.

Nas próximas semanas, a Organização Mundial de Saúde decidirá se aprova que o Transtorno de Comportamento Sexual Compulsivo seja adicionado à sua lista de enfermidades. Os especialistas advertem que o número de portadores aumenta a cada ano. 


Nova temporada de PEQUENAS GRANDES MULHERES: ATLANTA! Toda segunda, 22h. 


Fonte: Infobae