MOMENTO LIFETIME

No Lollapalooza, campanha arrebatadora critica o padrão de “corpo perfeito”

Por: LIFETIME Brasil

Se nos guiarmos pelo que aprendemos quando éramos crianças, para ser bonitas, teríamos que ser: altas, magras, brancas, de cabelo liso, olhos claros, seios belos e proeminentes, nariz pequeno e arrebitado, pele suave e imaculada, sem pelos, musculosas... A lista poderia seguir por horas, mas não é preciso ser um gênio para perceber que quase ninguém, ou ninguém, é capaz de cumprir com esses parâmetros de beleza inalcançável.

Felizmente, as coisas estão mudando para as novas gerações. Graças à mobilização das mulheres, foram popularizadas iniciativas destinadas a romper com os estereótipos absurdos do corpo que continuam imperando nas campanhas publicitárias. Além disso, estão sendo promovidas pautas de amor próprio, para que cada pessoa se sinta confortável do jeito que é.

Nessa linha, foi realizada, na última edição do festival Lollapalooza Argentina, uma intervenção da ONG AnyBody, na qual os participantes foram convidados a ser fotografados com seus corpos pintados – muitos deles com diferentes slogans destinados ao empoderamento e à aceitação corporal, ao lado dos clássicos (e magérrimos) manequins. “Amor próprio”, “amo meu corpo”, “self love”, “meu corpo, minhas regras” e “be-u-tiful” foram algumas das frases exibidas pelos participantes da atividade, para, depois, serem compartilhadas em fotos nas redes sociais.

Sharon Haywood, a fundadora da sede argentina da ONG, que, além disso, realiza uma árdua tarefa ativista para gerar consciência social sobre a importância de comercializar tamanhos reais nas lojas de roupa, se mostrou muito entusiasmada com os resultados da intervenção. 

“Tivemos um retorno muito positivo. Isso mostra que há cada vez mais consciência sobre a necessidade de mostrar uma diversidade física nos meios de comunicação e na indústria da moda”, ela explicou. “Com essas inscrições, queremos demonstrar que somos muito mais que manequins perfeitos e idênticos”.

Além de ajudar a romper com os estereótipos de beleza predominantes, campanhas como essa têm o potencial de melhorar a saúde mental e emocional da população e reduzir a incidência de distúrbios alimentares que afetam tanto as mulheres quanto homens de todas as idades.

E você, como acha que se pode ajudar a aumentar a conscientização sobre a importância de uma imagem positiva do corpo?


Vem aí a nova temporada de PROJECT RUNWAY, a partir do dia 5 de abril às 22h! 

 


Fonte: Clarín 
Imagens: Instagram/Reprodução