MOMENTO LIFETIME

Mulheres sauditas não são mais obrigadas a usar burca

Por: LIFETIME Brasil

O príncipe herdeiro Mohammad Bin Salman anunciou que as mulheres no Irã não são mais obrigadas a usar a abaya, vestimenta tradicional parecida com a burca.

Até 1979, as mulheres sauditas tinham a opção de usar ou não a roupa islâmica que cobre totalmente o corpo. Logo depois disso, após a tomada da Grande Mesquita de Meca, o local mais sagrado do Islã, por extremistas religiosos, as autoridades aplicaram uma interpretação mais estrita das leis islâmicas no reino, obrigando as mulheres a cobrir todo o corpo em público.

O príncipe assumiu o cargo em junho de 2017 e tem revertido a onda de conservadorismo com uma série de decisões com o intuito de libertar a sociedade saudita. Bin Salman afrouxou o código de vestimenta para as mulheres e agora permite que elas se vistam como quiser, desde que seja de maneira “decente e respeitosa”.  

“As leis não são muito claras e estão estipuladas na sharia (lei islâmica): que as mulheres vistam roupa decente e respeitosa, assim como os homens”, disse Salman em uma entrevista à rede televisiva CBS. “Isso, no entanto, não especifica em particular uma abaya preta ou que suas cabeças estejam tampadas com algo preto. A decisão fica nas mãos das mulheres para escolher que tipo de vestimenta decente e respeitosa usar”. 

No ano passado, o príncipe liberou as mulheres sauditas para dirigirem. O decreto passa a valer nos próximos meses.


Não perca a nova temporada de PROJECT RUNWAY, a partir do dia 5 de abril às 22h! 


Fonte/Imagem: Cairo Scene