PLUS SIZE

Mulheres gordas se unem e fazem sucesso com grupo de dança

A paixão pela dança não pode e nem deve ser limitada pelo tamanho do corpo. E para provar que qualquer um pode se entregar a esta arte, mulheres gordas se uniram em Nova York e formaram um grupo de dança chamado Pretty Big Movement – algo que no inglês pode ser interpretado tanto como “movimento bem grande” quanto por “belo movimento grande”.  

 

Talentosas e confortáveis com seus próprios corpos, as mulheres estão mostrando ao mundo que são capazes de dançar hip-hop, jazz e estilos étnicos sem ter que se encaixarem num padrão predeterminado. 

 

O caminho até o sucesso, no entanto, não foi nada fácil. Trabalhando em um meio que privilegia pessoas magras, Akira Armstrong recebeu muitos “nãos” ao longo da carreira. Mesmo depois de ter participado de dois clipes da Beyoncé, ainda tinha dificuldades de achar um agente que pudesse representá-la no mercado. 

 

O Pretty Big Movement nasceu depois que Akira se deu conta de que era capaz de reunir um time de primeira linha composto somente por mulheres gordas que compartilham da mesma paixão pela dança. 

 

Hoje, além de se apresentar em diversos eventos de grande porte  – e até participar da décima temporada do America’s Got Talent – o coletivo oferece cursos e apoio para que mulheres gordas possam se expressar através da dança  - “sem julgamentos, para que todas se sintam confortáveis”. 

 

Os próximos passos do grupo: sair em turnê com o Salt N’ Pepa e gravar seu próximo reality show. 

 

Aqui você pode ver uma palhinha do talento das meninas: 

 

 


Fonte: Pretty Big Movement 

Imagem: Pretty Big Movement/Reprodução