MOMENTO LIFETIME

Mãe realiza "últimos desejos visuais" para filha que está ficando cega

Por: LIFETIME Brasil

Uma mãe decidiu fazer uma lista de "últimos desejos visuais" da filha, que sofre de uma doença que provoca uma perda gradativa da visão.

Catrina Frost, moradora de Phoenix, nos EUA, descobriu que a filha  Cailee, de 6 anos, possui uma condição genética rara chamada vitreorretinopatia exsudativa familiar (FEVR). A garotinha foi diagnosticada com a doença aos dois anos de idade e já passou por cinco cirurgias. Cailee sabe usar bengala e tem contato com o sistema Braile desde os quatro anos.

Até o momento, nenhum especialista determinou quando a menina deixará de enxergar de vez. “Nós estamos nessa montanha-russa há um bom tempo. Pode ser agora, daqui a cinco ou 10 anos ou pode não ser nunca”, disse Catrina ao site BuzzFeed.


Rolando nas dunas

Foi diante dessa situação incerta e após uma consulta na Califórnia que a mãe decidiu fazer uma lista de lugares incríveis para levar a filha antes que ela fique cega. A ideia surgiu enquanto Catrina observava Cailee brincar em uma duna de areia.

“Eu percebi que são nestes momentos que ela consegue sentir texturas diferentes e construir novas experiências. Foi aí que eu pensei em criar uma lista de lugares que precisamos conhecer e de objetos que ela precisa tocar, ver e experimentar", contou.

Lista de aventuras

A partir daí a aventura das duas teve início. A mãe tratou de levar a menina para conhecer a praia e o parque temático SeaWorld, na Flórida. 

A lista de lugares para levar Caille inclui a neve, andar a cavalo, acampar, ter aulas de arte e de culinária, um desfile da Semana de Moda de Nova York e visitar uma fábrica de chocolates. Mas o sonho esbarra em um problema: o dinheiro.

Financiamento

Para cobrir as despesas, Catrina lançou no mês de julho uma campanha online de financiamento coletivo. Para sua surpresa, quase imediatamente, membros da Disney entraram em contato para oferecer ajuda. “É claro que eu disse sim, me senti honrada. Eles programaram encontros com todas as princesas. Foi incrível! Nunca vi a Cailee tão feliz”, comemorou a mãe.

Até agora, mãe e filha conseguiram metade do valor que precisam. Catrina também quer conscientizar as pessoas sobre a deficiência visual. Para sua felicidade, a filha está cada vez mais envolvida no projeto da mãe. “Cailee é uma menina alegre, que está sempre cantando e é uma líder de torcida nata. Ela mantém a família na direção certa. Seu nome do meio é 'Joy' (alegria, em português) e ela incorpora isso todos os dias. Ela é empoderada, independente, bem-sucedida. Tem sido uma jornada que nos levou a um lugar que eu nem sequer poderia imaginar”, disse a mãe.


Fonte: Bebe.com.br

Reprodução Instagram/ @girls.are.tough