VALORIZE SEU TEMPO

Fatores de risco do câncer de mama não modificáveis

O simples fato de ser mulher é o principal risco de ter o câncer de mama.
Por: LIFETIME Brasil

Os homens podem ter câncer de mama, mas essa doença é, aproximadamente, 100 vezes mais comum entre as mulheres que entre os homens. Isso, provavelmente, dá-se ao fato de os homens terem menos estrogênio e progesterona, os quais podem causar o crescimento de células cancerígenas nos seios.


Envelhecimento

O risco de ter câncer de mama aumenta conforme a idade. Aproximadamente, um de cada 8 tumores de mama é detectado em mulheres com menos de 45 anos, enquanto cerca de dois de três tumores de mama invasivos acometem mulheres com 55 anos ou mais.


Fatores de risco genéticos

Acredita-se que cerca de 5 a 10% dos casos de câncer de mama são hereditários, o que significa que eles são causados diretamente por defeitos genéticos (chamados mutações), herdados de um dos pais.


Antecedentes familiares de câncer de mama

O risco de câncer de mama é maior entre as mulheres cujos parentes próximos tiveram a doença.

Se um parente de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) teve a doença, o risco é quase duplicado para uma mulher. E esse risco aumenta quase três vezes se dois familiares de primeiro grau tiveram a doença.

Embora não se saiba o risco exato, as mulheres com antecedentes de câncer de mama no pai ou irmão também têm um risco maior de ter a doença.

Geralmente, menos de 15% das mulheres com câncer de mama possuem um familiar com essa doença. Isso significa que a maioria (85%) das mulheres não tem antecedentes familiares.


Histórico pessoal de câncer de mama

Uma mulher com um tumor em um dos seios possui um risco de três a quatro vezes maior de ter um novo tumor no outro seio ou em outra parte do mesmo. Isso é diferente da recidiva (retorno) do primeiro câncer.


Raça e origem étnica

Geralmente, as mulheres de raça branca têm uma probabilidade ligeiramente maior de ter câncer de mama que as mulheres de raça negra, embora as últimas tenham uma probabilidade maior de morrer deste câncer. Entretanto, na faixa etária abaixo de 45 anos, o câncer de mama é mais comum em mulheres da raça negra. As mulheres asiáticas, hispânicas e índio-americanas possuem um risco maior de padecer e morrer do câncer de mama.


Tecido mamário denso

As mulheres cujos seios se mostram densos na mamografia têm um risco de ter câncer de mama de 1,2 a 2 vezes maior que as mulheres com uma densidade média. Infelizmente, o tecido mamário denso também pode fazer com que as mamografias sejam menos precisas.
Vários fatores podem influir na densidade dos seios, como a idade, a menopausa, o uso de certos medicamentos (incluindo a terapia hormonal da menopausa), a gravidez e a genética.


Períodos menstruais

As mulheres que tiveram mais ciclos menstruais por terem começado a menstruar mais cedo (antes dos 12 anos) e/ou experimentaram a menopausa tardiamente (depois dos 55) possuem um risco ligeiramente maior de contrair o câncer de mama. Esse aumento no risco pode se deve a uma exposição mais prolongada aos hormônios estrogênio e progesterona durante a vida.


Fonte: http://cimab.org/