MAIS LIFETIME

Em campeonato nacional, bailarinos do Dance Moms fazem número incrível para celebrar diversidade

Os bailarinos da Abby Lee Dance Company (ALDC) fizeram uma apresentação brilhante e engajada na competição nacional de dança que aconteceu nos EUA!

Atenção: o texto a seguir contém spoilers da atual temporada de Dance Moms!

O número conta a história de uma estudante lésbica impedida de levar sua namorada ao baile de formatura. A peça foi extraída de um musical da Broadway chamado The Prom (“O Baile”). 

As meninas da ALDC estavam felizes da vida por representar uma história tão impactante, especialmente porque parte do elenco original de The Prom estava assistindo tudo da plateia. 

“Essa apresentação é muito importante para que meninas e meninos de todo o país se sintam representados. É uma responsabilidade incrível contar uma história dessas e ser parte de uma mudança tão significativa”, diz a estrela de The Prom, Isabelle McCalla. 

GiaNina, que foi uma das protagonistas ao lado de Hannah, estava empolgadíssima. “Esse espetáculo significa muito para um enorme grupo de pessoas, espero que a gente tenha feito um bom trabalho”.

Abby fez uma jogada arriscada ao levar uma apresentação politizada às nacionais, mas as mães entenderam e apoiaram a causa. “Abby sabe que algumas pessoas não vão gostar, mas vai valer a pena”, disse a mãe de Pressley, Ashely.

A mãe de Brady, Tricia, afirma que é importante que as crianças tenham noção das batalhas que as pessoas LGBTQ+ travam todos os dias para serem felizes. “É preciso mostrar à audiência que amor é amor”, diz. 

A escolha de Abby foi tão certeira que tanto a audiência quanto os juízes ficaram boquiabertos depois da apresentação. Não à toa as meninas da ALDC faturaram o primeiro lugar na competição! 

A história de The Prom se passa em uma escola em Indiana. Quando o diretor descobre que duas meninas irão juntas ao baile, cancela imediatamente o evento. Ao saberem da retaliação, vários bailarinos da Broadway vão à cidade dar o baile que as meninas sempre sonharam. 

Embora a história de The Prom seja ficcional, muitas escolas dos EUA têm impedidos casais LGBT+ de irem juntos ao baile de formatura. 


Fonte: Woman’s Day