MOMENTO LIFETIME

Despedidas de casados. Porque o divórcio também merece uma comemoração

Tudo o que você precisa saber sobre a nova tendência das festas de divórcio
Por: LIFETIME Brasil

Não perca a nova temporada de  JANE THE VIRGIN. ESTA QUARTA, às 21h10.

Tudo o que você precisa saber sobre a nova tendência das festas de divórcio

 

Vamos encarar a realidade: já não existem muitos casais que acreditam no “até que a morte nos separe”. Atualmente, aproximadamente metade dos casamentos acaba se dissolvendo mais cedo ou mais tarde. E, na maioria dos casos, os trâmites legais, a divisão de bens e os conflitos pela guarda dos filhos fazem do divórcio uma experiência, se não traumática, definitivamente estressante.

 

Mas... Isso não significa que ele não possa ser comemorado! Por esse motivo, ultimamente, começou a aparecer uma nova tendência: as festas de divórcio.

 

Há alguns anos, a britânica Christina Gallagher publicou o livro “The Divorce Party Handbook” (Manual de uma Festa de Divórcio, na tradução), com ideias originais e divertidas para comemorar em grande estilo o final de um casamento. Após o lançamento, a autora começou a receber ligações de recém-divorciados perguntando se ela conhecia alguém que se responsabilizasse pela organização desses eventos. Gallagher, então, colocou a mão na massa e se tornou uma das primeiras planejadoras de festas de divórcio.

A organizadora de eventos norte-americana Glynda Rhodes se juntou à tendência e criou em 2012, um negócio dedicado exclusivamente às festas de divórcio. A empresa de Rhodes oferece todos os tipos de atividades, desde jantares luxuosos e noites em discotecas até saltos de paraquedas!

E, como em um evento tão importante não poderia faltar um figurino especial para a ocasião, o terapeuta e estilista Nicolas Aujula decidiu criar o traje do divórcio: um deslumbrante vestido de seda verde esmeralda (a cor da esperança e da cura). O conceito inovador tem tudo o que é necessário para estar à altura do emblemático vestido de noiva, não é mesmo?

Em tempos onde o divórcio ainda é considerado um fracasso, as despedidas de casados não estão livres de controvérsia. Há quem opine que elas contribuem para banalizar a instituição matrimonial, tirar a importância da dissolução de um casal ou de uma família, reduzindo-a a uma mera formalidade e celebração.

 

Vista de outra perspectiva, fazer uma festa após uma ruptura pode ajudar a cicatrizar feridas e lidar com esse momento tão difícil, como um primeiro empurrão para dar início a uma nova etapa da vida com otimismo e energia renovados.

 

E você, faria uma festa de divórcio?