MAIS LIFETIME

8 fatos incríveis sobre o hit “I Will Always Love You”

Um dos maiores sucessos de Whitney Houston é uma regravação!
Por: LIFETIME Brasil

Conheça algumas curiosidades sobre esse ícone da dor de cotovelo universal. 

1. A música é uma regravação! 

Quando a gente pede a alguém uma música da Whitney Houstou, a primeira que se ouve é o refrão apoteótico de “I Will Always Love You”, cantada a todo pulmão, inimitável. Pois bem, o que você talvez não saiba é que essa música já havia atingido o topo da parada duas vezes, na voz da cantora (e autora) Dolly Parton. A música virou hit em seu lançamento original, em 1974, e depois foi sucesso novamente, quando foi regravada em 1982 para a comédia “A Melhor Casa Suspeita do Texas”, estrelada pela própria Parton. Ouça: 

 

 2. O refrão dá uma ideia errada da música

Embora seja exaustivamente tocada em casamentos e bodas, e o refrão repita infinitas vezes “vou te amar para sempre”, a letra se refere a um casal que não pode ficar junto. Para não correr o risco de atrair energias erradas para o seu enlace, melhor deixar a música da Whitney de lado e ficar com o hit brasileiro “Eu sei que vou te amar”, de Vinicius de Moraes. 

3. Kevin Costner foi quem escolheu a música

A música explodiu no filme “O Guarda-Costas”, de 1992. Kevin Costner, que além de produtor, estrelou a película junto a Whitney, foi bem bateu o pé para que a cantora gravasse essa canção. De quebra, ainda opinou no formato (“O começo deve ser a cappella”).  Ponto para Costner. 

 4. Quase 25 anos depois, do lançamento ainda detém recordes!

A música ficou 14 semanas no primeiro lugar das paradas americanas – um recorde! Até hoje é a canção derivada de trilha sonora que mais tempo ficou no pódio das mais tocadas nos EUA.  Também aparece entre os singles mais bem vendidos da história, atrás apenas de “We Are The World” (lembra?) e de Candle In The Wind (de Elton John). A trilha de “O Guarda-Costas” ainda é a mais vendida do mundo. 

 5. Foi impedida de concorrer ao Oscar

Embora tenha arrematado centenas de prêmios mundo afora, incluindo o Grammy de Álbum do Ano e Melhor Cantora, a canção não pôde concorrer ao Oscar por não ser original ou ter sido escrita especialmente para um filme. 

 6. Elvis Presley tentou gravar, mas não conseguiu

Elvis tentou gravar “I Will Always Love You” em 1975. Dolly Parton, a autora, não permitiu porque as exigências do astro em relação aos direitos de uso eram excessivas. Parton, no entanto, ficou maravilhada em como Houston conseguiu transformar uma balada country em R&B com tanta perfeição – sem mencionar que a música rendeu 6 milhões de dólares aos bolsos da autora. 

 7. Voltou às paradas após a morte da cantora, em 2012

A morte de Whitney, 20 anos depois de “O Guarda-Costas”, trouxe a música de volta às paradas, ocupando o top-10 da Billboard. 

 8. É eterna

“I Will Always Love You”, além ser um sucesso incontestável até hoje, está escrito na sepultura de Whitney, no cemitério de Fairview, em Westfield, Nova Jersey.  A cantora morreu em 2012. A música até hoje toca corações. 



Vem dançar com a gente! Já está no ar a nova temporada de BRING IT! Toda sexta, a partir das 20h40!


Fonte: Songfacts | Imagem: Shutterstock